Base Regional de Informes de Avaliação de Tecnologias em Saúde das Américas – BRISA atinge 1000 informes

 

A Base Regional de Informes de Avaliação de Tecnologias em Saúde das Américas (BRISA) atingiu 1.000 relatórios produzidos por instituições membros da Rede de Avaliação de Tecnologia em Saúde das Américas (RedETSA).

Com essa ferramenta, pioneira nas Américas, a Organização Pan-Americana da Saúde e a RedETSA buscam promover o uso da avaliação de tecnologias em saúde (ATS) para melhorar o processo de tomada de decisão de incorporação de tecnologias nos sistemas de saúde.

“Este crescimento de BRISA desde seu lançamento é um sinal da consolidação da RedETSA, e mais um passo na institucionalização da ATS na Região”, declarou James Fitzgerald, Diretor de Sistemas e Serviços de Saúde da OPAS/OMS.

BRISA busca centralizar em uma única plataforma os relatórios produzidos pelas instituições da RedETSA e dar visibilidade aos relatórios que, de outra forma, permaneceriam dispersos ou sem acesso público.

BRISA foi lançada em novembro de 2017 e foi desenvolvida em colaboração com o Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde a (BIREME/OPAS/OMS) por meio da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), que hospeda a base de dados. A OPAS, como secretaria da RedETSA, é responsável pela seleção e centralização dos relatórios.

As instituições que desejarem, podem inserir o RSS do BRISA em suas páginas, com os critérios de busca que preferirem e, assim, receber conteúdo atualizado automaticamente.

BRISA está disponível no link http://sites.bvsalud.org/redetsa/brisa/.


Últimas Noticias

Processo seletivo para prestação de serviço em ATS

A Associação Hospitalar Moinhos de Vento (AHMV), entidade privada sem fins lucrativos, anuncia que estão abertas as inscrições do processo seletivo para ...
Leia mais

Webinar: “Lista de Dispositivos Médicos Prioritários para o Primeiro Nível de Atenção”

Temos o prazer de convidá-lo para a 23ª edição do programa de webinars da RedETSA, na próxima sexta-feira, 11 de ...
Leia mais

Valuing health states: is the MACBETH approach useful for valuing EQ-5D-3L health states?

Estudo publicado por investigadores da Universidade de Lisboa (prof. Monica Oliveira, Carlos Bana e colaboradores) traz importante contribuição para a ...
Leia mais

II Encontro de Acesso, Monitoramento e Regulação Econômica do Mercado de Medicamentos

                                Organização Pan-Americana da Saúde ...
Leia mais