Destaques HTAi 2015: uma nova perspectiva sob a ótica do hospital

O 12º encontro anual do Health Technology Assessment International (HTAi) foi realizado nos dias 15 a 17 de junho de 2015 na cidade de Oslo, Noruega. Um dos destaques do evento foi a apresentação do Dr. Matthew D. Mitchell, uma das lideranças frente ao Center for Evidence-based Practice (CEP) da Universidade da Pensilvânia, com o tema “Avaliação de tecnologias em saúde no hospital: novas oportunidades  para se aprimorar a qualidade e a segurança do cuidado”.

Dr. Mitchell ressalta a importância da implementação de práticas baseadas em evidências visando a promoção de qualidade, segurança e valor ao cuidado. O emprego de revisões sistemáticas de literatura médica, incentivos à aplicação da medicina translacional e a promoção de processo educativo ao corpo clínico do hospital possibilitam a melhoria de decisões na prática clínica, políticas institucionais, aquisição de tecnologias e elaboração de protocolos e diretrizes.

Dr. Matthew D. Mitchell
Dr. Matthew D. Mitchell
Essa abordagem é possibilitada e amplificada pela presença dos denominados “parceiros clínicos”, representados por médicos e enfermeiras responsáveis por atuarem como uma conexão entre o corpo clínico  na priorização dos temas de interesse do hospital, aliado à disseminação e implementação das práticas, como se fossem “catequizadores” das práticas baseadas em evidências e da avaliação de tecnologias em saúde (ATS) aos integrantes da instituição.
A Universidade da Pensilvania considerou como prioridade em suas avaliações desfechos como redução da mortalidade, eliminação dos erros, satisfação do paciente, melhoria nos escores de qualidade, controle de custos e manter a unidade atualizada com as novas tecnologias existentes.
 A despeito da importância da inclusão dos médicos e enfermeiras como ferramenta integrante do processo de maximizar o impacto clínico da ATS, a articulação destes no apoio às práticas baseadas em evidência apresenta alguns desafios no que tange à seleção dos temas a serem avaliados, a criação de relatórios que sejam relevantes aos usuários, a rápida resposta e a implementação, a qual demanda tempo e recursos.
Desde a fundação do CEP, aproximadamente 300 revisões rápidas foram realizadas, com a impressionante produção média de 35 a 40 relatórios por ano. Aliado a um alto grau de satisfação dos pacientes, foi identificado também uma alta taxa (67%) de divulgação dos relatórios entre os integrantes do corpo clínico do hospital, promovendo uma menor variabilidade no cuidado ao paciente.
Dra Laura Sampietro-Colom
Dra Laura Sampietro-Colom
Outra importante liderança na implementação de ATS em hospitais, no cenário europeu, é a Dra. Laura Sampietro-Colom líder do projeto Adopting Hospital Based Health Technology Assessment (AdHopHTA). que tem por objetivo promover a adoção de ATS de alta qualidade em ambientes hospitalares. O sitio eletrônico disponibiliza uma interessante animação explicativa sobre o que é ATS.
Maiores informações  acerca do trabalho desenvolvido pelo Dr. Mitchell pode ser encontrado no site www.uphs.upenn.edu/cep
Assim como rico material referente ao AdHopHTA  está disponível na página da web www.adhophta.eu e a animação em https://youtu.be/QnmnyZ14A4w