La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

22ª edição do programa de webinars da RedETSA

“Incorporação do valor social e a perspectiva dos pacientes e cidadãos no desenvolvimento de ATS”

Em 18 de maio de 2018, o Dr. Carlos Eduardo Pinzón-Flórez, Subdiretor de Avaliação de Tecnologias em Saúde do Instituto de Avaliação de Tecnologias em Saúde (IETS ) da Colômbia, fez uma apresentação sobre o projeto realizado na Colômbia pela IETS que desenvolve um quadro de referência para a inclusão de valores sociais e as opiniões de pacientes e cidadãos afetados na avaliação de tecnologias de saúde e decisões de cobertura.

Você pode acessar o Webinar em: https://youtu.be/tDNFJ8dz0-A

Carlos Eduardo Pinzón-Flórez, MD, MSc, PhD

  • Cirurgião médico da Universidad del Rosario, mestre em Epidemiologia Clínica pela Pontificia Universidad Javeriana e Doutor em Saúde Pública com uma área de concentração em Sistemas de Saúde pelo Instituto Nacional de Saúde Pública do México.
  • Tem experiência em pesquisas relacionadas ao desempenho de sistemas de saúde, avaliação de qualidade de serviços de saúde, construção e validação de indicadores de acesso, uso e cobertura de serviços de saúde. Da mesma forma, gera evidências científicas por meio de processos como revisões sistemáticas da literatura, diretrizes de práticas clínicas e avaliação de tecnologias em saúde. No campo administrativo, foi coordenador de centros de pesquisa clínica e suporte administrativo de processos de pesquisa para diferentes entidades acadêmicas. Foi professor de epidemiologia e sistemas de saúde pública e assessor metodológico de diferentes projetos de pesquisa. Atualmente, ele é listado como pesquisador sênior de Colciencias.
La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

Webinar: “Revisões Rápidas e Avaliação de Tecnologias em Saúde”

 28 de março de 2018

21ª edição do programa de Webinars da RedETSA,

O Dr. Sebastián García Martí, coordenador do Departamento de EE e ETS do Instituto de Eficácia Clínica e de Saúde (IECS), da Argentina, fez uma apresentação sobre “Revisões Rápidas e Avaliação de Tecnologias em Saúde”.

A grabaçao do webinar fica disponível em:

La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

Webinar “Transferibilidade de avaliações econômicas”

 

Temos o prazer de convidá-los para o próximo Webinar da RedETSA, na sexta-feira 10 de novembro, às 11hs, horário de Washington DC.

Victoria Hurtado Meneses. Engenheira Bimédica (Universidad de Valparaíso), Mestrado em Economia da Saúde (University of York). Departamento de Avaliação de Tecnologias em Saúde, Ministério da Saúde do Chile e Catherine De la Puente Agurto. Enfermeira, Especialista em cuidados intensivos do adulto, mestrado  em Epidemiologia Clínica (Universidad de La Frontera), mestrado em Economia da Saúde e do medicamento (Universidad Pompeu Fabra). Departamento de Avaliação de Tecnologias em Saúde, Ministério da Saúde do Chile farão uma apresentação sobre “Transferibilidade de avaliações econômicas”.

A metodologia de transferibilidade de Avaliação Econômica (AE) se apresenta como uma possibilidade para informar o custo-efetividade de uma alternativa de saúde em menor tempo  para os tomadores de decisões. Mais ainda quando se considera que os países contam com recursos econômicos limitados para desenvolver pesquisa e a pressa existente para solicitar esse tipo de informação por parte das autoridades.

Cabe destacar que o desenvolvimento de um estudo “novo” continua sendo o padrão ouro para entregar uma evidência válida de custo-efetividade de uma intervenção de saúde que se queira implementar. No entanto, existem casos em que há evidência disponível suficiente  de custo-efetividade de tecnologias que já foram avaliadas por varios países com resultados similares. Nesses casos se recomenda utilizar a metodologia de transferibilidade de AE, de forma que os tomadores de decisões possam se basear em evidência sólida e em curto período de tempo.

O link de Webex que utilizaremos é o seguinte: https://goo.gl/oZb2JB

  • Quando: Sexta-feria, 10 de novembro
  • Hora: 11 hs, WDC
  • Como: WebEx:  https://goo.gl/oZb2JB
  • Idioma: Espanhol, sem tradução

O webinar está disponível no seguinte link: https://youtu.be/oE1N35d5mEw

La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

Webinar: Particularidades na avaliação e incorporação de Dispositivos Médicos

Temos o prazer de convidá-lo para o próximo webinar RedETSA, sexta-feira, 13 de outubro, às 11h, hora de Washington DC.

Murilo Contó, Consultor Nacional de Avaliação e Gestão de Tecnologia de Saúde A OPAS / OMS dará uma apresentação sobre “Particularidades na avaliação e incorporação de Dispositivos Médicos”.

Considerando as particularidades e diferenças que os dispositivos médicos possuem em relação aos medicamentos, o webinar tem por finalidade abordar os principais aspectos que devem ser observados quando uma Avaliação de Tecnologias em Saúde envolver o a utilização de algum dispositivo ou equipamento médico, reduzindo as incertezas num processo de tomada de decisão.

O link da WebEx que usaremos é o seguinte: https://goo.gl/wvhvT2

O webinar está disponível no seguinte link: https://youtu.be/TO-67o1ypbg

La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

Webinar – “Big data e Evidência do Mundo Real”

‘’Big data e Evidência do Mundo Real’’

A Rede de Avaliação de Tecnologias em Saúde das Américas (RedETSA) tem o prazer de convidá-lo para a 18ª edição do seu programa de webinars. 26 de maio, como parte do ciclo de webinars da RedETSA, Augusto Afonso Guerra Jr., da Universidade Federal de Minas Gerais Brasil, falei uma apresentação sobre “Big data e Evidência do mundo real.”

O objetivo deste webinar era explorar a importância da origem dos dados sobre avaliação de tecnologias em saúde. O seminário discutido a diferença entre ensaios clínicos randomizados e evidências do mundo real no uso de bancos de dados administrativos e epidemiológicos para medir os dados de efetividade. Embora os dados do mundo real possam ser muito complexos, fornecem uma visão difícil de alcançar por meio de ensaios clínicos randomizados. Esta evidência do mundo real pode servir para assegurar que os sistemas de saúde estão obtendo os resultados esperados com a incorporação de tecnologias nos sistemas de saúde. O Professor Augusto Guerra apresentouum caso concreto do Brasil de uso de Big Data para avaliação de tecnologias em saúde.

O webinar está disponível no seguinte link: https://youtu.be/Xakk0G2td7U 

 

La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

Webinars de Gestão da Tecnologia Sanitária

O Programa de Tecnologia da Saúde da OPS / Sede tem colaborado com Tobey Clark, Diretor da Associação de Serviços Técnicos da Universidade de Vermont com o fim da apresentação dos Webinars de Gestão da Tecnologia Sanitária.

O webnar, intitulado “Planejamento e Gestão da Tecnologia Sanitária” destacou a compreensão básica dos princípios de planejamento e gestão da tecnologia sanitária – avaliação, presupuestación, aquisição, despliegue, educação / formação, segurança do paciente, manutenção e substituição / eliminação. Planificação e gestão centrada em dispositivos médicos, sistemas de informação clínica e sistemas convergentes que incorporam dispositivos médicos, redes e telecomunicações.

O webinar está disponível, em inglês, no seguinte link:  https://youtu.be/uCuV2qe3H_4

O webnar, intitulado “Manutenção de equipamentos médicos”, incluirá uma revisão geral sobre a manutenção de equipamentos médicos e seu alcance, e inclui questões como a supervisão técnica e reparação de equipamentos médicos, testes de desempenho, procedimentos de manutenção, gestão de contratos de serviços, manutenção gerenciamento de software, inventario e gerenciamento de documentos.

O webinar está disponível, em inglês, no seguinte link:  https://youtu.be/0FLJZE7eC30

La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

Desinversão em tecnologias sanitárias – o caso de Insulina Glargina em Ecuador

‘’Desinversão em tecnologias sanitárias – o caso de Insulina Glargina em Ecuador’’

 

No dia 21 de abril, Christian Gavilanes Castellanos, Andrea Sánchez e Ruth Lucio, do Ministério da Saúde, Equador, dieron una presentación sobre “Desinversão em tecnologias sanitárias – o caso de Insulina Glargina em Equador”.

O objetivo do webinar foi explorar o tema da desinversão, como um resultado potencial do ETS, cujo resultado é um acesso maior à população que tecnologias eficientes e segurança. A apresentação proporcionou como exemplo a experiência do Ministério de Saúde Pública do Equador com o caso de Insulina Glargina.

En 2015, depois da modificação de critérios de inclusão de princípios ativos no Cuadro Nacional de Medicamentos Básicos (CNMB), se realizou a revisão de vários medicamentos que foram incluídos em versões anteriores, entre eles a Insulina Glargina. Basear-se em uma nova evidência científica, concluiu-se que a eficácia da IG é similar à de medicamentos e incorporados para a mesma indicação. A partir de conclusões se procedeu à desinversão de Insulina Glargina e sua exclusão do CNMB. ”

A apresentação do webinar encontra-se disponível, em espanhol, no link: Webinar – “Desinversión en tecnologías sanitarias – el caso de Insulina Glargina en Ecuador’’

La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

Webinar – A dimensão da equidade na avaliação e uso racional de Tecnologia da Saúde

‘’A dimensão da equidade na avaliação e uso racional de Tecnologia da Saúde’’ 

Em 31 de março de 2017, como parte do ciclo de webinar  da Rede de Avaliação de Tecnologia da Saúde das Américas (RedETSA), Laura Lamfre, Chefe do Departamento da Faculdade de de Economia e Gestão da Universidade Nacional de Comahue e Santiago Hasdeu realizará uma apresentação sobre “A dimensão da equidade na avaliação e Uso Racional de Tecnologia da Saúde.”

O objetivo do webinar é apresentar o trabalho interdisciplinar realizado pelo Comité Provincial de Biotecnologia Neuquen (Argentina) para abordar a dimensão equidade no ciclo integrado da Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS). O Comitê Provincial de Biotecnologia de Neuquén é parte da RedArets, instituição membro da RedETSA.

O webinar está disponível no seguinte link: Webinar – “La dimensión de equidad en la Evaluación y Uso Racional de las Tecnologías Sanitarias’’

 

La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

Webinar – “ProVac. O reforço das capacidades para a tomada de decisão sobre as vacinas na América Latina e no Caribe”

‘’ProVac. O reforço das capacidades para a tomada de decisão sobre as vacinas na América Latina e no Caribe”’’

Em 24 de fevereiro, Cara Janusz, gerente ProVac OPAS e Dr.ª  Analia Urueña, que trabalhou na direção de controle de doenças evitáveis por vacinação do Ministério da Saúde da Argentina, fizeram uma apresentação “ProVac. O reforço da capacidade para a tomada de decisão sobre as vacinas na América Latina e no Caribe”

O webinar está disponível no seguinte link: Webinar – ”ProVac. O reforço da capacidade para a tomada de decisão sobre as vacinas da América Latina e do Caribe

La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

Webinar – A evolução de tecnologias sanitárias no meio hospitalar

‘’A evolução de tecnologias sanitárias no meio hospitalar’’

Em 27 de janeiro de 2017, Dr.ª Marisa da Silva Santos, do Núcleo de Avaliação de Tecnologias em Saúde do Instituto Nacional de Cardiologia do Brasil, fez uma apresentação sobre “A evolução de tecnologias sanitárias no meio hospitalar”.

A apresentação do webinar encontra-se disponível, em espanhol, no link: Webinar – ‘’La evaluación de tecnologías sanitarias en el medio hospitalario’’