La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

II Encontro de Acesso, Monitoramento e Regulação Econômica do Mercado de Medicamentos

                               

Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS / OMS)
Ministério da Saúde e Ação Social da Argentina

6 de novembro de 2018
Hotel Argenta Tower, Buenos Aires, Argentina

Sessão fechada

Abertura – Analía López, Ministério da Saúde e Ação Social da Argentina e Analía Porrás, OPS

Resumo e conclusões do Encontro em Brasília – Tomás Pippo, OPS BRA

Experiência da Rede Europeia de Informação sobre Informação sobre Preços e Reembolso de Medicamentos (PPRI) – Nina Zimmermann, PPRI (por videoconferência)

Apresentação de proposta de criação de uma rede regional de intercâmbio de informações sobre preços e incorporação de medicamentos nos sistemas de saúde – Alexandre Lemgruber, OPAS

 

Sessão aberta

Estratégias para ampliar o acesso a biossimilares – Fabiana Jorge – MFJ International

 

Regulação, avaliação e incorporação de medicamentos biológicos de alto custo

Caso 1: Nusinersen para atrofia muscular espinhal

Apresentação da experiência da Argentina (Claudia Perandones, MALBRAN, seguida de comentários sobre outros países sobre suas experiências

Nusinersen – Experiência da CONITEC – Eduardo Freire

Nusinersen – MS Chile Experience – Victoria Hurtado Meneses

 

Regulação, avaliação e incorporação de medicamentos biológicos de alto custo

Caso 2: Bevacizumab e Ranibizumab para degeneração macular

Apresentação da experiência do Brasil (Eduardo Freire, CONITEC) seguida de comentários sobre os demais países sobre suas experiências

IETSI – EsSalud – Patricia Pimentel

Fundo da Seguridade Social da Costa Rica – Hugo Marín Piva

MS Equador – Adriana Granizo

La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

X Reunião da Rede de Avaliação de Tecnologias em Saúde das Américas

Avaliação de Tecnologia em Saúde e políticas para acesso efetivo e equitativo a medicamentos
Faculdade de Ciências Econômicas, UBA. Buenos Aires, Argentina

Quinta-feira, 8 de novembro

Reunião de Membros da RedETSA – Sessão Fechada

Abertura e atualização dos membros da rede – Alexandre Lemgruber, OPAS / OMS

Proposta de política institucional do ATS no CCSS: um exemplo de aplicação da abordagem integrada – Gabriella Murillo, CCSS

Atualização do Banco de Dados Regional de Relatórios de Avaliação de Tecnologias em Saúde das Américas (BRISA) – Francisco Caccavo, OPAS / OMS
Apresentação sobre o grupo de trabalho do INAHTA sobre a nova definição de ATS – Verónica Gallegos, CENETEC

Apresentação sobre o grupo de trabalho do INAHTA sobre RWE – Augusto Guerra, CCATES

Proposta para a criação de um grupo de trabalho da ETA sobre Dispositivos Médicos – Victoria Hurtado, Ministério da Saúde do Chile

Proposta para a criação de um grupo de trabalho sobre adaptação dos relatórios do ATS – Ana Pérez, Ministério da Saúde do Uruguai

Plano de Trabalho da Rede – 2019 

Anúncio sobre o Encontro RedETSA 2019

Workshop – plataforma online do modelo de impacto orçamentário do IECS

Workshop – Base Regional de Custos Unitários da Saúde IECS

La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

Webinar “Transferibilidade de avaliações econômicas”

 

Temos o prazer de convidá-los para o próximo Webinar da RedETSA, na sexta-feira 10 de novembro, às 11hs, horário de Washington DC.

Victoria Hurtado Meneses. Engenheira Bimédica (Universidad de Valparaíso), Mestrado em Economia da Saúde (University of York). Departamento de Avaliação de Tecnologias em Saúde, Ministério da Saúde do Chile e Catherine De la Puente Agurto. Enfermeira, Especialista em cuidados intensivos do adulto, mestrado  em Epidemiologia Clínica (Universidad de La Frontera), mestrado em Economia da Saúde e do medicamento (Universidad Pompeu Fabra). Departamento de Avaliação de Tecnologias em Saúde, Ministério da Saúde do Chile farão uma apresentação sobre “Transferibilidade de avaliações econômicas”.

A metodologia de transferibilidade de Avaliação Econômica (AE) se apresenta como uma possibilidade para informar o custo-efetividade de uma alternativa de saúde em menor tempo  para os tomadores de decisões. Mais ainda quando se considera que os países contam com recursos econômicos limitados para desenvolver pesquisa e a pressa existente para solicitar esse tipo de informação por parte das autoridades.

Cabe destacar que o desenvolvimento de um estudo “novo” continua sendo o padrão ouro para entregar uma evidência válida de custo-efetividade de uma intervenção de saúde que se queira implementar. No entanto, existem casos em que há evidência disponível suficiente  de custo-efetividade de tecnologias que já foram avaliadas por varios países com resultados similares. Nesses casos se recomenda utilizar a metodologia de transferibilidade de AE, de forma que os tomadores de decisões possam se basear em evidência sólida e em curto período de tempo.

O link de Webex que utilizaremos é o seguinte: https://goo.gl/oZb2JB

  • Quando: Sexta-feria, 10 de novembro
  • Hora: 11 hs, WDC
  • Como: WebEx:  https://goo.gl/oZb2JB
  • Idioma: Espanhol, sem tradução

O webinar está disponível no seguinte link: https://youtu.be/oE1N35d5mEw

La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

Webinar: Particularidades na avaliação e incorporação de Dispositivos Médicos

Temos o prazer de convidá-lo para o próximo webinar RedETSA, sexta-feira, 13 de outubro, às 11h, hora de Washington DC.

Murilo Contó, Consultor Nacional de Avaliação e Gestão de Tecnologia de Saúde A OPAS / OMS dará uma apresentação sobre “Particularidades na avaliação e incorporação de Dispositivos Médicos”.

Considerando as particularidades e diferenças que os dispositivos médicos possuem em relação aos medicamentos, o webinar tem por finalidade abordar os principais aspectos que devem ser observados quando uma Avaliação de Tecnologias em Saúde envolver o a utilização de algum dispositivo ou equipamento médico, reduzindo as incertezas num processo de tomada de decisão.

O link da WebEx que usaremos é o seguinte: https://goo.gl/wvhvT2

O webinar está disponível no seguinte link: https://youtu.be/TO-67o1ypbg

La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

VII Encontro de Autoridades Reguladoras para o Fortalecidmento da Capacidade Reguladora de Dispositivos Médicos na Região das Américas 21 e 22 de Setembro de 2017 – Ottawa, Canadá

Nos dias 21 e 22 de setembro de 2017 foi realizado em Ottawa no Canadá, no âmbito das atividades do IMDRF (International Medical Device Regulators Forum), o VII Encontro de Autoridades Reguladoras para o Fortalecidmento da Capacidade Reguladora de Dispositivos Médicos na Região das Américas. Estiveram representadas autoridades reguladoras de dezoito países: Argentina, Bolívia, Brasil, Canadá, Chile, Colombia, Cuba, Equador, El Salvador, Jamaica, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana, Trindade e Tobago e Uruguai.

Os objetivos da Reunião Regional de Regulação de Dispositivos Médicos tiveram foco no Fortalecimento da Capacidade Reguladora das ARNs (Autoridades Reguladoras Nacionais) da Região das Américas em materia de dispositivos médicos, mediante o estabelecidmento de estratégias para o alcance dos objetivos comuns, intercâmbio de experiências e o fortalecimento da colaboração entre os países.

No primeiro dia a reunião foi aberta para convidados, incluindo representantes de autoridades reguladoras de fora da Região e do setor regulado. No segundo dia a reunião foi restrita aos representantes das autoridades reguladoras que compõem o Grupo de Trabalho Regional de Regulação de Dispositivos Médicos. Abaixo se pode encontrar a agenda dos dois dias de reunião, assim como os links para acesso às apresentações.

21 de setembro

1. Boas-vindas, Introdução e Revisão da agenda
(Alexandre Lemgruber – OPS)

2. O Uso de Dispositivos Médicos em Programas de Saúde Pública
(Rosanna Peeling, IDC / LSHTM)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/1000_Rosanna-Peeling-IMDRF-Ottawa-Sept-21-2017-1.pptx

3. Modelo Global de Marco Regulatório da OMS para Dispositivos Médicos
(Mike Ward – OMS)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/915_Adham-Ismal-Ward-International-Harmonization-of-MD-Regulation_Adham-Ismail-FINAL-Without-Guidance-1.ppt

4. Asian Harmonization Working Party Playbook
(Dr Jeong-Rim Lee, AHWP and Ministry of Food and Drug Safety-MFDS, Republic of Korea)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/1100_Jeong-Rim-Lee-AHWP_Activities_170921-new.pptx

5. Regulação sobre Dispositivos Médicos nas Américas. A Perspectiva dos Reguladores

A experiência do COFEPRIS, México
(Norma Morales)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/1145a_Norma-Morales-COFEPRIS-PAHO-17-nmv.pptx

A experiência do DNM, El Salvador
(José Vicente Coto)

6. Regulação sobre Dispositivos Médicos nas Américas. A Perspectiva dos Fabricantes
(Nicole Taylor Smith – Johnson & Johnson)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/1345a_Nicole-Taylor-PAHO-presentation.pptm

7. Uso de Normas para Fins regulatórios

A experiência dos EUA (Sharon Lappalainen – FDA)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/1430a_Sharon-Lappalainen-Standards-Alliance-Project-Ottawa-SKL-Slides-Sep-2017.pp

A experiência de Cuba (Dulce María Martinez – CECMED)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/1430b_Cuba-dia-21-Uso-de-las-normas-para-fines-regulatorios-es.pptx

8. Standards Alliance Survey
(Carlos Gouvêa , ALADDIV)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/1545b_Carlos-Gouvea-ALADDIV-Apresentação-Ottawa-2.0.pp

9.Revisão da Sessão e Próximos Passos
(Alexandre Lemgruber – OPS)

22 de setembro

1. Palavras de abertura
(Health Canada e OPS)

2. Avanços desde o VI Encontro do Grupo de Trabalho Regional de Regulação de Dispositivos Médicos e objetivos do VII Encontro
(Alexandre Lemgruber – OPS)

3. Avanços a nível nacional na Regulação de Dispositivos Médicos: todos os países

Chile
(María Cecilia López Gutiérrez – Instituto de Salud Pública de Chile)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/830_Chile_Ottawa-2017-DDM.ppt

Colombia
(Elkin Hernán Otávaro Cifuentes – INVIMA)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/830_Columbia_1.-AVANCES-Y-RESULTADOS-REGULACIÓN-DE-DISPOSITIVOS-MÉDICOS-COLOMBIA_22_09_2017.pptx

Paraguai
(María Auxiliadora Vargas de Dentice – Ministerio de Salud Pública y Bienestar Social)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/830_Paraguay_Paragua_Avances-en-la-Regulación-de-Dispositivos-Médicos-CAN-Esp-In.pptx

Peru
(Julio Américo Salas Carnero – Ministerio de Salud)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/830_Peru_VII-Reunión-de-Autoridades-Reguladoras-Español.pptx

República Dominicana
(Escarlen Heredia – Ministerio de Salud Pública)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/830_The-Dominican-Republic_Regulación-Dispositivos-Médicos-RDO..pptx

4. Informe sobre os Cursos de Formação Virtual

(Elkin Otálvaro Cifuentes – INVIMA, Colombia)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/1040_2.-AVANCES-FORMACIÓN-VIRTUAL-VIGILANCIA-POSTMERCADO-DISPOSITIVOS-MÉDICOS-REGIÓN-AMÉRICAS_20_09_2017.pptx

(Dulce María Martinez – CECMED, Cuba)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/1040_Cuba-dia-22-Curso-virtual-regional.pptx

5. Painel sobre Nomenclatura de Dispositivos Médicos
(Adriana Velázquez Berumen – OMS, por videoconferência e Monica Cristina Duarte – ANVISA, Brasil)

6. Atualização dos avanços do Programa REDMA de intercâmbio de Relatórios de Dispositivos Médicos: informe do Secretariado
(Dulce María Martínez – CECMED, Cuba)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/1200_canada-Dulce-version-uno-sa.ppt

7. Atualização sobre os indicadores básicos e a ferramenta de avaliação de capacidade reguladora
(Alexandre Lemgruber – OPS)

8. Informe sobre o projeto da Rede PARF na área de regulação de dispositivos médicos
(Elkin Hernán Otálvaro Cifuentes – INVIMA, CECMED)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/1420_3.-PROYECTO_INVIMA-CECMED-EN-LA-REGIÓN-DE-LAS-AMÉRICAS_20_09_2017.pptx

9. Reutilização e Reprocessamento de Dispositivos Médicos: situação atual e discussão sobre os próximos passos para o Grupo Técnicoo
(Elkin Otálvaro Cifuentes – INVIMA, Colombia)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/1520_4.-GRUPO-TÉCNICO-REPROCESAMIENTO-Y-REUSO-DM.pptx

10. Discussão de propostas para o Plano de Trabalho 2018 do Grupo de Trabalho Regional de Regulação de Dispositivos Médicos

11. Encerramento

x congresso

X Congresso Brasileiro de Epidemiologia

O próximo Congresso Brasileiro de Epidemiologia oferece cursos pré-congresso com baixo custo e de temas de interesse para ATS. Destacamos:
1- Estratégias para Melhorar a Visibilidade das Atividades Científicas e Ampliar o Impacto da Pesquisa (Juliana Reis – Fiocruz)
2 – Redação e Publicação Científica (Prof. Mauricio Pereira – UnB e Leila Posenato Garcia – Ipea)
3 – Revisão de Artigos Científicos (Prof. Leopoldo Antunes – USP e Profa. Maria Amelia Veras – FCMSCSP)
4 – Maximize o Impacto da sua Pesquisa e Atraia Colaborações: Uso de Diretrizes de Relato para a Redação de Artigos de Pesquisa (Iveta Simera – Univ Oxford e Rede EQUATOR) – este curso sera em ingles
5 – Tópicos Contemporâneos sobre Integridade Científica e Ética em Publicações (Sonia Vasconcelos – UFRJ)
6- Como escrever e publicar artigos científicos (Laura Rodrigues – London School of Hygiene & Tropical Medicine.
7-Diretrizes Baseacdas em Evidência- Arn Migowski, Airton Stein e Marisa Santos – INC
A lista completa de cursos está disponível no link:
As inscrições serão limitadas aos primeiros inscritos, dentro do número de vagas ofertadas.
La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

Workshop internacional sobre MCDA

Foi organizado um Workshop Internacional sobre Análise de Decisão Multicritério (MCDA) no dia 15 de maio de 2017. O evento foi organizado pelo NATS-Instituto Nacional de Cardiologia e contou com a participaçao de João Bana e Costa, engenheiro que realizou oficina prática com o software M-Macbeth. O método é promissor e vem sendo estudado pelo NATS para suporte a decisões complexas. Estiveram presentes membros de NATS do IFF, INTO, INC e do DGITS Ministério da Saúde.
 
La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

Reunão da RedETSA, San Salvador, El Salvador – Outubro 2016

VIII Encontro da Rede de Avaliação de Tecnologias em Saúde das Américas (RedETSA)

Fórum Nacional de Avaliação de Tecnologias em Saúde

IV Encontro Regional da HTAi

12345

O VIII Encontro da Rede de Avaliação de Tecnologias de Saúde das Américas (RedETSA) aconteceu nos dias 5, 6 e 7 de outubro de 2016 na cidade de San Salvador, El Salvador. Embora fosse estimado que cerca de 100 participantes assistiriam a reunião, houveram mais de 200 participantes que vieram de 28 instituições de 14 países da região. A Conferência permitiu a introdução de atos relevantes do sistema de saúde de El Salvador e os conceitos de avaliação de tecnologias sanitárias (ATS); Discutir e desenvolver temas relevantes e compartilhar experiências entre os membros da RedETSA e com especialistas convidados; Compartilhamento de avanços e os desafios dos membros da Rede em definir um plano de trabalho para 2017. O encontro foi dividido em três seções diferentes em um período de três dias: uma sessão de lançamento, o encontro da RedETSA em conjunto com o Fórum Nacional de ETS de El Salvador e Encontro Regional de HTA e uma reunião para os países membros da RedETSA.

Dia 1 – Sessão Introdutória

A primeira parte foi a sessão introdutória, onde temas foram desenvolvidos sobre os conceitos fundamentais da HTA, a importância da ATS para a cobertura de saúde universal. Na tarde do primeiro dia, questões como a avaliação econômica e sua importância para a tomada de decisão e de mapeamento de capacidades foram discutidos.

Dia 1 e 2 – Reunião de RedETSA, Fórum Nacional de ATS de El Salvador, HTAi

A seção seguinte incluiu o Fórum Nacional de ATS de El Salvador, além do encontro regional HTAi. Os tópicos discutidos durante esta sessão incluíram, entre outros, o progresso na institucionalização do ATS nas Américas, as decisões sobre medicamentos caros, o julgamento de casos de drogas e sucessos na utilização de ATS.

Dia 3 – Reunião fechada

A última seção do evento foi uma reunião fechada para os membros da RedETSA. Estiveram presentes 28 participantes representando 23 instituições. Os países representados foram Argentina, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, El Salvador, Peru e Uruguai. Participaram também a Escola Andaluza de Saúde Pública, da Espanha. A sessão centrou-se na discussão das atividades realizadas em 2016 e as principais realizações do país durante o ano. Também foi discutido a atualização do site, programa de intercâmbio e as prioridades para 2017.

As apresentações estão disponíveis em http://www.salud.gob.sv/foroets-salud-sv/

La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

21 de octubre – Día Mundial de la Ingeniería Clínica

Primera edición: Día Mundial de la Ingeniería Clínica

ce-dia

El  21 de octubre se celebrará la primera edición global de los logros de la Ingeniería Clínica a nivel mundial. El programa  estará a cargo de una red de colaboradores conectados en línea a través de internet. La transmisión se transferirá de una zona horaria a la siguiente durante las 24 horas de acuerdo  a la programación adjunta. Se compartirá experiencias exitosas de cada esquina del mundo desde Australia hasta Nigeria y desde Beijín hasta la ciudad de México. El contenido del programa incluye videos, fotografías, presentaciones y  salas de discusión para responder preguntas y comentarios. Se aprenderá sobre la profesión,  las prácticas y los profesionales que las realizan y que luchan para asegurar que la atención en salud sea más accesible, segura y del más alto nivel de calidad posible.

Para más información: Agenda de los eventos
La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

Programa de Intercambio de Experiencias Profissionais da RedETSA

Visita dos representantes das instituições membros RedETSA no Instituto de Evaluación Tecnológica en Salud (IETS) em Bogotá, Colombiaredetiets

IETS
O Instituto de Avaliação de Tecnologias em Saúde é a única instituição na América, dos países de língua espanhola, de participação mista e caráter privado, cuja missão é promover aprimoramento da investigação em avaliação de tecnologias em saúde e contribuir para o desenvolvimento de melhores práticas de saúde.

INTERCAMBIO REDETSA
Entre os dias 16, 17 e 18 de Agosto de 2016, foi realizado com sucesso o intercâmbio técnico de representantes das instituições membros da RedETSA. A visita teve lugar na sede da IETS, em Bogotá, Colômbia. Quinze profissionais de 8 países da região participaram da visita, que foi dividido em palestras e workshops em sessões temáticas específicas.

O intercâmbio profissional ajudou a fortalecer as capacidades da rede, assim como permitirá a troca de informações, e de experiências bem sucedidas na avaliação de tecnologias. Especificamente, os objetivos foram conhecer a experiência da IETS na avaliação das tecnologias em saúde, no desenvolvimento de diretrizes de prática clínica, seu papel na tomada de decisões, além de realizar outras atividades que permitem troca de conhecimentos com outros representantes das instituições presentes.

Os profissionais que participaram da reunião estão listados na tabela a seguir:

iets-intercambio-participantes

COMENTARIOS
Os participantes referiram muita satisfação com a atividade; afirmando seu sucesso  com e benefícios tanto para os envolvidos como para as instituições em que são membros, como evidenciado pelos seguintes comentários:

“O intercâmbio […] proporcionou uma rica troca de experiências entre os países participantes, permitindo o compartilhamento das experiências exitosas e das dificuldades enfrentadas no processo de avaliação de tecnologias em saúde e no desenvolvimento de Guias de Práticas Clínicas, promovendo o estreitamento dos laços e fortalecendo a capacidade de trabalho em rede nas Américas.”
Jorgiany Souza Emerick Ebeidalla

“[…]esta visita de intercambio técnico fue muy provechosa, en donde todo el equipo del IETS estuvo dispuesto a compartir su gran conocimiento y experiencia con nosotros y nos brindaron información muy detallada y precisa de su quehacer. Sin duda alguna este tipo de actividades representan un gran insumo para avanzar, sobre todo para países emergentes en el tema de ETS como Costa Rica.”
Ana Eduviges Sancho

“conocer la experiencia exitosa de Colombia en cuanto a Evaluaciones de Tecnologías en Salud (ETES), Medicina Basada en Evidencia y el desarrollo de Guías de Práctica Clínica, ha sido de gran importancia para nosotros como El Salvador, porque estamos en el Proceso de consolidar la Reforma de Salud y es de gran relevancia, realizar las evaluaciones de tecnologías que nos permita darle respuesta a las exigencias de nuevas tecnologías, a través de búsquedas sistemáticas y rápidas de literatura y de Evidencia Científica, que nos permitan disminuir la variabilidad injustificada en la práctica clínica, así como mejorar la toma de decisiones en Salud, para llegar a un nivel en el que podamos definir necesidades con Medicina Basada en Evidencia.”
Dr. Igor Castro Ramirios

“La experiencia de intercambio profesional me pareció excelente. El IETS nos dio a conocer como se formó el Instituto y como éste a través de su trabajo se ha incorporado como un actor muy relevante tanto para la sociedad y las autoridades de salud colombianas. Fue muy provechoso, conocer también las dificultades que tuvieron al momento de construir sus productos y al realizar sus procesos de evaluación de tecnologías sanitarias. De este modo, es posible prevenir o al menos estar preparados para cuando, en nuestros países, pensemos en generar algo similar. Además los anfitriones fueron muy acogedores y aclararon todas nuestras dudas.”
– Victoria Hurtado

AGENDA

agenda-iets-intercambio