La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

II Encontro de Acesso, Monitoramento e Regulação Econômica do Mercado de Medicamentos

                               

Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS / OMS)
Ministério da Saúde e Ação Social da Argentina

6 de novembro de 2018
Hotel Argenta Tower, Buenos Aires, Argentina

Sessão fechada

Abertura – Analía López, Ministério da Saúde e Ação Social da Argentina e Analía Porrás, OPS

Resumo e conclusões do Encontro em Brasília – Tomás Pippo, OPS BRA

Experiência da Rede Europeia de Informação sobre Informação sobre Preços e Reembolso de Medicamentos (PPRI) – Nina Zimmermann, PPRI (por videoconferência)

Apresentação de proposta de criação de uma rede regional de intercâmbio de informações sobre preços e incorporação de medicamentos nos sistemas de saúde – Alexandre Lemgruber, OPAS

 

Sessão aberta

Estratégias para ampliar o acesso a biossimilares – Fabiana Jorge – MFJ International

 

Regulação, avaliação e incorporação de medicamentos biológicos de alto custo

Caso 1: Nusinersen para atrofia muscular espinhal

Apresentação da experiência da Argentina (Claudia Perandones, MALBRAN, seguida de comentários sobre outros países sobre suas experiências

Nusinersen – Experiência da CONITEC – Eduardo Freire

Nusinersen – MS Chile Experience – Victoria Hurtado Meneses

 

Regulação, avaliação e incorporação de medicamentos biológicos de alto custo

Caso 2: Bevacizumab e Ranibizumab para degeneração macular

Apresentação da experiência do Brasil (Eduardo Freire, CONITEC) seguida de comentários sobre os demais países sobre suas experiências

IETSI – EsSalud – Patricia Pimentel

Fundo da Seguridade Social da Costa Rica – Hugo Marín Piva

MS Equador – Adriana Granizo

La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

X Reunião da Rede de Avaliação de Tecnologias em Saúde das Américas

Avaliação de Tecnologia em Saúde e políticas para acesso efetivo e equitativo a medicamentos
Faculdade de Ciências Econômicas, UBA. Buenos Aires, Argentina

Quinta-feira, 8 de novembro

Reunião de Membros da RedETSA – Sessão Fechada

Abertura e atualização dos membros da rede – Alexandre Lemgruber, OPAS / OMS

Proposta de política institucional do ATS no CCSS: um exemplo de aplicação da abordagem integrada – Gabriella Murillo, CCSS

Atualização do Banco de Dados Regional de Relatórios de Avaliação de Tecnologias em Saúde das Américas (BRISA) – Francisco Caccavo, OPAS / OMS
Apresentação sobre o grupo de trabalho do INAHTA sobre a nova definição de ATS – Verónica Gallegos, CENETEC

Apresentação sobre o grupo de trabalho do INAHTA sobre RWE – Augusto Guerra, CCATES

Proposta para a criação de um grupo de trabalho da ETA sobre Dispositivos Médicos – Victoria Hurtado, Ministério da Saúde do Chile

Proposta para a criação de um grupo de trabalho sobre adaptação dos relatórios do ATS – Ana Pérez, Ministério da Saúde do Uruguai

Plano de Trabalho da Rede – 2019 

Anúncio sobre o Encontro RedETSA 2019

Workshop – plataforma online do modelo de impacto orçamentário do IECS

Workshop – Base Regional de Custos Unitários da Saúde IECS

La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

11ª Reunião do Grupo de Discussão em Avaliação de Tecnologias de Saúde – Gruda

Tema: Preços de tecnologias em saúde praticados para o SUS: proteção patentária, gasto federal e monitoramento para a tomada de decisão.

Palestras:
O Banco de Preços em Saúde como ferramenta de acompanhamento das aquisições públicas de medicamentos
Apresentação: Fabiana Almeida da Matta – Banco de Preços em Saúde – Departamento de Economia da Saúde, Investimentos e Desenvolvimento – Ministério da Saúde

Medicamentos em situação de exclusividade e o papel da proteção patentária
Apresentação: Gabriela Costa Chaves – Pesquisadora em Saúde Pública – Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz.

Consumo e Gasto Federal de Medicamentos no Brasil

Apresentação: Claudia Garcia Serpa Osório de Castro – Pesquisadora Titular – Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz.

Coordenação: Márcia Pinto – Núcleo de Avaliação de Tecnologias em Saúde – Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira – Fundação Oswaldo Cruz

Mini-curso:
Utilização prática do Banco de Preços em Saúde do Ministério da Saúde
Horário: 13h às 16h
Professor: Fabiana Almeida da Matta – Banco de Preços em Saúde.  Departamento de Economia da Saúde, Investimentos e Desenvolvimento – Ministério da Saúde

Link para as inscrições: https://sistemas.into.saude.gov.br/internet/form/evento.aspx?f=1077&p1=85&cd_evento=85

Local: Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad

Organização:

Núcleo de Avaliação de Tecnologias em Saúde – Instituto Nacional de Cardiologia
Núcleo de Avaliação de Tecnologias em Saúde – Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira – Fundação Oswaldo Cruz
Faculdade de Medicina/Universidade Federal do Rio de Janeiro

Apoio: Núcleo de Avaliação de Tecnologias em Saúde – Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad

La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

Webinar “Transferibilidade de avaliações econômicas”

 

Temos o prazer de convidá-los para o próximo Webinar da RedETSA, na sexta-feira 10 de novembro, às 11hs, horário de Washington DC.

Victoria Hurtado Meneses. Engenheira Bimédica (Universidad de Valparaíso), Mestrado em Economia da Saúde (University of York). Departamento de Avaliação de Tecnologias em Saúde, Ministério da Saúde do Chile e Catherine De la Puente Agurto. Enfermeira, Especialista em cuidados intensivos do adulto, mestrado  em Epidemiologia Clínica (Universidad de La Frontera), mestrado em Economia da Saúde e do medicamento (Universidad Pompeu Fabra). Departamento de Avaliação de Tecnologias em Saúde, Ministério da Saúde do Chile farão uma apresentação sobre “Transferibilidade de avaliações econômicas”.

A metodologia de transferibilidade de Avaliação Econômica (AE) se apresenta como uma possibilidade para informar o custo-efetividade de uma alternativa de saúde em menor tempo  para os tomadores de decisões. Mais ainda quando se considera que os países contam com recursos econômicos limitados para desenvolver pesquisa e a pressa existente para solicitar esse tipo de informação por parte das autoridades.

Cabe destacar que o desenvolvimento de um estudo “novo” continua sendo o padrão ouro para entregar uma evidência válida de custo-efetividade de uma intervenção de saúde que se queira implementar. No entanto, existem casos em que há evidência disponível suficiente  de custo-efetividade de tecnologias que já foram avaliadas por varios países com resultados similares. Nesses casos se recomenda utilizar a metodologia de transferibilidade de AE, de forma que os tomadores de decisões possam se basear em evidência sólida e em curto período de tempo.

O link de Webex que utilizaremos é o seguinte: https://goo.gl/oZb2JB

  • Quando: Sexta-feria, 10 de novembro
  • Hora: 11 hs, WDC
  • Como: WebEx:  https://goo.gl/oZb2JB
  • Idioma: Espanhol, sem tradução

O webinar está disponível no seguinte link: https://youtu.be/oE1N35d5mEw

La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

Dia sobre inovação e acesso Farmacêuticos. O papel de uma agência de avaliação de tecnologia sanitária

Convidamos todos  para participar do DIA SOBRE INOVAÇÃO E ACESSO FARMACÊUTICOS. O PAPEL DE UMA AGÊNCIA DE AVALIAÇÃO DE TECNOLOGIA SANITÁRIA,  que será realizada como parte do programa d XVI Curso Superior Universitário  Alta Gestão de Qualidade de Serviços de Saúde em “Gerenciar a inovação sustentável, a partir de um olhar humano”

Esta atividade acontecerá na sexta-feira, 27 de outubro, das 8:30h às 15:00h, no auditório Monsenhor Derisi, Basement, Edifício St. Tomás Moro Universidade Católica da Argentina, localizado na Av. Alicia Moreau de Justo 1400, Puerto Madero .

As inscrições serão feitas on-line, no link a seguir https://drive.google.com/open?id=1XIN6PYC1mxHow7F50rLDHI0ragyInyBSxIU-f9JwqyM

ATIVIDADE GRATUITA, VAGAS LIMITADAS

La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

Webinar: Particularidades na avaliação e incorporação de Dispositivos Médicos

Temos o prazer de convidá-lo para o próximo webinar RedETSA, sexta-feira, 13 de outubro, às 11h, hora de Washington DC.

Murilo Contó, Consultor Nacional de Avaliação e Gestão de Tecnologia de Saúde A OPAS / OMS dará uma apresentação sobre “Particularidades na avaliação e incorporação de Dispositivos Médicos”.

Considerando as particularidades e diferenças que os dispositivos médicos possuem em relação aos medicamentos, o webinar tem por finalidade abordar os principais aspectos que devem ser observados quando uma Avaliação de Tecnologias em Saúde envolver o a utilização de algum dispositivo ou equipamento médico, reduzindo as incertezas num processo de tomada de decisão.

O link da WebEx que usaremos é o seguinte: https://goo.gl/wvhvT2

O webinar está disponível no seguinte link: https://youtu.be/TO-67o1ypbg

La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

VII Encontro de Autoridades Reguladoras para o Fortalecidmento da Capacidade Reguladora de Dispositivos Médicos na Região das Américas 21 e 22 de Setembro de 2017 – Ottawa, Canadá

Nos dias 21 e 22 de setembro de 2017 foi realizado em Ottawa no Canadá, no âmbito das atividades do IMDRF (International Medical Device Regulators Forum), o VII Encontro de Autoridades Reguladoras para o Fortalecidmento da Capacidade Reguladora de Dispositivos Médicos na Região das Américas. Estiveram representadas autoridades reguladoras de dezoito países: Argentina, Bolívia, Brasil, Canadá, Chile, Colombia, Cuba, Equador, El Salvador, Jamaica, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana, Trindade e Tobago e Uruguai.

Os objetivos da Reunião Regional de Regulação de Dispositivos Médicos tiveram foco no Fortalecimento da Capacidade Reguladora das ARNs (Autoridades Reguladoras Nacionais) da Região das Américas em materia de dispositivos médicos, mediante o estabelecidmento de estratégias para o alcance dos objetivos comuns, intercâmbio de experiências e o fortalecimento da colaboração entre os países.

No primeiro dia a reunião foi aberta para convidados, incluindo representantes de autoridades reguladoras de fora da Região e do setor regulado. No segundo dia a reunião foi restrita aos representantes das autoridades reguladoras que compõem o Grupo de Trabalho Regional de Regulação de Dispositivos Médicos. Abaixo se pode encontrar a agenda dos dois dias de reunião, assim como os links para acesso às apresentações.

21 de setembro

1. Boas-vindas, Introdução e Revisão da agenda
(Alexandre Lemgruber – OPS)

2. O Uso de Dispositivos Médicos em Programas de Saúde Pública
(Rosanna Peeling, IDC / LSHTM)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/1000_Rosanna-Peeling-IMDRF-Ottawa-Sept-21-2017-1.pptx

3. Modelo Global de Marco Regulatório da OMS para Dispositivos Médicos
(Mike Ward – OMS)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/915_Adham-Ismal-Ward-International-Harmonization-of-MD-Regulation_Adham-Ismail-FINAL-Without-Guidance-1.ppt

4. Asian Harmonization Working Party Playbook
(Dr Jeong-Rim Lee, AHWP and Ministry of Food and Drug Safety-MFDS, Republic of Korea)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/1100_Jeong-Rim-Lee-AHWP_Activities_170921-new.pptx

5. Regulação sobre Dispositivos Médicos nas Américas. A Perspectiva dos Reguladores

A experiência do COFEPRIS, México
(Norma Morales)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/1145a_Norma-Morales-COFEPRIS-PAHO-17-nmv.pptx

A experiência do DNM, El Salvador
(José Vicente Coto)

6. Regulação sobre Dispositivos Médicos nas Américas. A Perspectiva dos Fabricantes
(Nicole Taylor Smith – Johnson & Johnson)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/1345a_Nicole-Taylor-PAHO-presentation.pptm

7. Uso de Normas para Fins regulatórios

A experiência dos EUA (Sharon Lappalainen – FDA)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/1430a_Sharon-Lappalainen-Standards-Alliance-Project-Ottawa-SKL-Slides-Sep-2017.pp

A experiência de Cuba (Dulce María Martinez – CECMED)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/1430b_Cuba-dia-21-Uso-de-las-normas-para-fines-regulatorios-es.pptx

8. Standards Alliance Survey
(Carlos Gouvêa , ALADDIV)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/1545b_Carlos-Gouvea-ALADDIV-Apresentação-Ottawa-2.0.pp

9.Revisão da Sessão e Próximos Passos
(Alexandre Lemgruber – OPS)

22 de setembro

1. Palavras de abertura
(Health Canada e OPS)

2. Avanços desde o VI Encontro do Grupo de Trabalho Regional de Regulação de Dispositivos Médicos e objetivos do VII Encontro
(Alexandre Lemgruber – OPS)

3. Avanços a nível nacional na Regulação de Dispositivos Médicos: todos os países

Chile
(María Cecilia López Gutiérrez – Instituto de Salud Pública de Chile)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/830_Chile_Ottawa-2017-DDM.ppt

Colombia
(Elkin Hernán Otávaro Cifuentes – INVIMA)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/830_Columbia_1.-AVANCES-Y-RESULTADOS-REGULACIÓN-DE-DISPOSITIVOS-MÉDICOS-COLOMBIA_22_09_2017.pptx

Paraguai
(María Auxiliadora Vargas de Dentice – Ministerio de Salud Pública y Bienestar Social)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/830_Paraguay_Paragua_Avances-en-la-Regulación-de-Dispositivos-Médicos-CAN-Esp-In.pptx

Peru
(Julio Américo Salas Carnero – Ministerio de Salud)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/830_Peru_VII-Reunión-de-Autoridades-Reguladoras-Español.pptx

República Dominicana
(Escarlen Heredia – Ministerio de Salud Pública)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/830_The-Dominican-Republic_Regulación-Dispositivos-Médicos-RDO..pptx

4. Informe sobre os Cursos de Formação Virtual

(Elkin Otálvaro Cifuentes – INVIMA, Colombia)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/1040_2.-AVANCES-FORMACIÓN-VIRTUAL-VIGILANCIA-POSTMERCADO-DISPOSITIVOS-MÉDICOS-REGIÓN-AMÉRICAS_20_09_2017.pptx

(Dulce María Martinez – CECMED, Cuba)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/1040_Cuba-dia-22-Curso-virtual-regional.pptx

5. Painel sobre Nomenclatura de Dispositivos Médicos
(Adriana Velázquez Berumen – OMS, por videoconferência e Monica Cristina Duarte – ANVISA, Brasil)

6. Atualização dos avanços do Programa REDMA de intercâmbio de Relatórios de Dispositivos Médicos: informe do Secretariado
(Dulce María Martínez – CECMED, Cuba)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/1200_canada-Dulce-version-uno-sa.ppt

7. Atualização sobre os indicadores básicos e a ferramenta de avaliação de capacidade reguladora
(Alexandre Lemgruber – OPS)

8. Informe sobre o projeto da Rede PARF na área de regulação de dispositivos médicos
(Elkin Hernán Otálvaro Cifuentes – INVIMA, CECMED)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/1420_3.-PROYECTO_INVIMA-CECMED-EN-LA-REGIÓN-DE-LAS-AMÉRICAS_20_09_2017.pptx

9. Reutilização e Reprocessamento de Dispositivos Médicos: situação atual e discussão sobre os próximos passos para o Grupo Técnicoo
(Elkin Otálvaro Cifuentes – INVIMA, Colombia)

http://redetsa.org/wp/wp-content/uploads/2017/09/1520_4.-GRUPO-TÉCNICO-REPROCESAMIENTO-Y-REUSO-DM.pptx

10. Discussão de propostas para o Plano de Trabalho 2018 do Grupo de Trabalho Regional de Regulação de Dispositivos Médicos

11. Encerramento

La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

Grupo de Discussões em ATS (GRUDA) – Organização NATS-IFF e INC

Programa Preliminar

21 de novembro – 3ª feira, 13h-16h – Hotel Scorial – Salão Rio de Janeiro 2  (Rua Bento Lisboa 155- Flamengo – próximo ao metro Largo do Machado)

Oficina Internacional para Elaboração de Proposta sobre Limiar de Custo-efetividade

Frente às incertezas do cenário político atual e às pressões para adoção de um limiar oficial de custo-efetividade para o Brasil, será realizada uma oficina com o objetivo de aprofundar os conhecimentos e debates relevantes para o tema. Listamos algumas perguntas, e durante o debate podem surgir mais algumas questões, a depender dos debatedores. O debate será precedido pela apresentação do prof. Andres Pichon-Riviere intitulada “Derivation of cost-effectiveness thresholds based on per capita health expenditures and life expectancy; and country-level estimates for 181 countries”. Serão convidados diversos debatedores da Área, incluindo gestores e especialistas em ATS. Inscriçoes gratuitas no local.

Debatedores confirmados: SAS/MS, SCTIE/MS, HC-UFMG, INC, IFF, UERJ, DAF/MS, USP

 

Questões para o debate

  1. Vantagens e desvantagens da adoção do limiar pela CONITEC
  2. O limiar deveria ser adotado apenas para fins acadêmicos?
  3. Quais os métodos sugeridos para o cálculo do limiar?
  4. Qual a importância da custo-efetividade no processo de tomada de decisão no Brasil?
  5. Que outras técnicas de priorização de alocação de recursos poderiam ser propostas juntamente com o limiar considerando as especificidades de financiamento da atenção a saúde no SUS?

O evento será gravado e redigido em um documento com conteúdo, validado por participantes e experts e encaminhado para as partes interessadas.

Vagas limitadas a 50 pessoas

Inscrições no local ou antecipadas: gruda.ats@gmail.com

Dia 22 de novembro – 4ª feira – local Instituto de Traumato-Ortopedia- INTO

9-13h 

“Incorporação de Medicamentos pela CONITEC: uma panorama dos primeiros anos de funcionamento”
Coordenação: Vania Canuto – Conitec
Apresentação: Rosângela Caetano – Instituto de Medicina Social/Universidade Estadual do Rio de Janeiro
Debatedor: Clarice Petramale

14-17h (TRAZER LAPTOP)

Mini-curso: Elaboração de estratégias de busca na Base Medline
Objetivo: capacitar profissionais que atuam em ATS para elaboração de estratégias de busca para revisões rápidas ou revisões sistemáticas na base Medline via PubMed. Inclui descritores, filtros, operadores boleanos, restrições e conhecimento sobre indexação na plataforma, exportação de referências para gerenciadores.
Professores:

Cyntia Aguiar – Bibliotecária do Instituto Nacional de Cardiologia

Marisa Santos – Coordenadora do NATS do Instituto Nacional de Cardiologia

Nível do curso- interativo básico para iniciantes

Vagas 100 pessoas

Maiores informações www.natsinc.com.br ou telefone 3037-2421 Liliane

Inscrições no local ou antecipadas: https://sistemas.into.saude.gov.br/internet/form/evento.aspx?f=1077&p1=59&cd_evento=59

x congresso

X Congresso Brasileiro de Epidemiologia

O próximo Congresso Brasileiro de Epidemiologia oferece cursos pré-congresso com baixo custo e de temas de interesse para ATS. Destacamos:
1- Estratégias para Melhorar a Visibilidade das Atividades Científicas e Ampliar o Impacto da Pesquisa (Juliana Reis – Fiocruz)
2 – Redação e Publicação Científica (Prof. Mauricio Pereira – UnB e Leila Posenato Garcia – Ipea)
3 – Revisão de Artigos Científicos (Prof. Leopoldo Antunes – USP e Profa. Maria Amelia Veras – FCMSCSP)
4 – Maximize o Impacto da sua Pesquisa e Atraia Colaborações: Uso de Diretrizes de Relato para a Redação de Artigos de Pesquisa (Iveta Simera – Univ Oxford e Rede EQUATOR) – este curso sera em ingles
5 – Tópicos Contemporâneos sobre Integridade Científica e Ética em Publicações (Sonia Vasconcelos – UFRJ)
6- Como escrever e publicar artigos científicos (Laura Rodrigues – London School of Hygiene & Tropical Medicine.
7-Diretrizes Baseacdas em Evidência- Arn Migowski, Airton Stein e Marisa Santos – INC
A lista completa de cursos está disponível no link:
As inscrições serão limitadas aos primeiros inscritos, dentro do número de vagas ofertadas.
La Evaluación de Tecnologías Sanitarias en el avance hacia la Cobertura Universal de Salud: Desafíos y oportunidades

Workshop internacional sobre MCDA

Foi organizado um Workshop Internacional sobre Análise de Decisão Multicritério (MCDA) no dia 15 de maio de 2017. O evento foi organizado pelo NATS-Instituto Nacional de Cardiologia e contou com a participaçao de João Bana e Costa, engenheiro que realizou oficina prática com o software M-Macbeth. O método é promissor e vem sendo estudado pelo NATS para suporte a decisões complexas. Estiveram presentes membros de NATS do IFF, INTO, INC e do DGITS Ministério da Saúde.